15 December, 2018, 05:54

Realidade aumentada – A vida em 3D

Quem nunca se rendeu aos filtros de realidade aumentada dos aplicativos de celular para brincar com o ambiente ou dar aquela levantada na autoestima num dia de bad day, heim?

Pois é, as marcas resolveram aprimorar essas funções e usá-las para expandir suas atividades dentro do mercado virtual.  

Recentemente, a LATAM Airlines fez uma ação espetacular com realidade aumentada, para divulgar sua nova rota, que leva os passageiros de São Paulo direto para Lisboa. A campanha criada pela Graphene proporcionou uma viagem virtual para Portugal, onde os turistas poderiam visitar os principais pontos turísticos da cidade, com o conceito “Tradicional de um novo jeito” em parceria com o Governo de Portugal.

A ação permite que as pessoas vivam a experiência de estar em Lisboa, usando apenas a câmera do celular. Se essa matéria fizesse parte de algum livro de Monteiro Lobato, certamente a Emília classificaria essa função como o novo pó de pirlim pim pim.

Outro case de companhias aéreas é o da KLM. A empresa holandesa lançou um serviço de checagem virtual, para que os passageiros consigam confirmar se sua bagagem de mão está no tamanho correto.  

O Facebook começou a liberar anúncios com realidade aumentada em julho de 2018, para permitir que os usuários  testassem virtualmente os produtos, aguçando ainda mais a curiosidade deles, como aconteceu com os óculos da Michael Kors, por exemplo.

No Instagram, os itens de maquiagem da nova coleção da Kylie Jenner foram anunciados em primeira mão. Usando a câmera frontal, é possível visualizar perfeitamente como as cores se harmonizam em nosso rosto, dando um acabamento impecável.

Claro, que não podemos deixar de mencionar que tudo isso começou com o Snapchat, que mesmo tendo uma forte concorrência, continua inovando em seus recursos de realidade aumentada.

A função World Lenses permite que as imagens tridimensionais sejam adicionadas e fixadas  ao cenário visualizado pela câmera traseira do celular. Para testar, basta tocar na tela com a câmera 3D funcionando.

Ao perceber como o mercado publicitário estava se movimento para se adaptar a AR, a Apple decidiu adquirir uma startup focada na fabricação de lentes para óculos de realidade aumentada, a Akonia, para sobrepor informações digitais ao mundo real, algo como acontece quando você está jogando Pokémon Go.

A tecnologia da Akonia permite que lentes finas e inteligentes mostrem imagens vibrantes, coloridas e amplas.

O Google tem um projeto semelhante, que vinha sido mantido em seu escritório desde 2006, trata-se do Google Glass, um dispositivo que, fixado aos óculos, disponibiliza uma pequena tela acima do campo de visão.

Nesta tela, é possível ver mapas, rotas, opções de música, previsão do tempo e até fazer chamadas de vídeo ou tirar fotos e compartilhar direto na internet.  

Desde o dia 13 de maio, o Google Glass é vendido nos Estados Unidos para o público em geral. O dispositivo custa US$ 1,5 mil e a comercialização faz parte do Glass Explorer Program, que ainda está na versão beta.

Essas novas funções não só abrem um novo campo de visão para o marketing como também garantem que a experiência de compra dos usuários seja melhor, pois nossas lentes pessoais estão diretamente conectadas com o e-commerce dos anunciantes, minimizando as falhas e os possíveis arrependimentos que uma compra malsucedida pode causar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *